NOTA DE REPÚDIO AO DESPEJO DO CENTRO DE FORMAÇÃO PAULO FREIRE

 

O Centro Nordestino de Medicina Popular (CNMP) repudia veementemente a ordem de despejo do Centro de Formação Paulo Freire, mantido pelo MST no Assentamento Normandia, em Caruaru. A ordem foi solicitada pelo INCRA e aceita pelo juiz da 24ª Vara Federal de Caruaru. Toda nossa solidariedade ao MST e aos que fazem e fizeram parte do Centro de Formação Paulo Freire, uma importante instituição na formação e fortalecimento dos que lutam pela cidadania, pelo direito humano a alimentação, que implica no acesso à terra e à água, e ao ambiente saudável e equilibrado. Ressistiremos juntos aos/as companheiros/as do MST, semeando a esperança por uma sociedade mais justa, livre e solidária.

Trabalhadores/as da zona rural e da cidade de Paulista na luta pela criação do Consea e da política de SAN

Em tempos de liberação desenfreada de agrotóxicos, da extinção do Consea Nacional e da volta do Brasil ao mapa da fome, os movimentos sociais de Paulista, Região Metropolitana, deram uma demonstração de resistência, luta e esperança, com a realização da 2ª Conferencia de Segurança Alimentar e Nutricional do município.

O relatório da Conferência será enviado, ainda esta semana, para a Câmara de Vereadores, Prefeitura de Paulista, Assembleia Legislativa e Consea Estadual. Os pontos centrais do documento são: a criação do Consea municipal e da Política de SAN de Paulista, além do mapeamento dos agricultores e agricultoras das áreas urbana e rural e a implantação de políticas de inclusão social para pescadores/as, marisqueiros/as e comunidades tradicionais – povo de terreiro, população cigana e quilombolas.

A 2ª Conferência de Segurança Alimentar e Nutricional de Paulista contou com 74 delegados e delegadas, que representaram os movimentos sociais e as instâncias governamentais. O Centro Nordestino de Medicina Popular (CNMP) participou da realização da Conferência por meio dos grupos que assessora com o apoio da entidade alemã Misereor: Cefonpe e GSANPA.

MULHERES UNIDAS ANTIRRACISMO

JULHO DAS PRETAS NA LUTA ANTIRRASISTA é o tema do programa Mulheres do Sertão deste sábado (27), a partir das 11h, na Rádio Voluntários da Pátria. Sintonize seu ???? na FM 100.9

PROJETO MULHERES DOULAS SALVANDO VIDAS

#MulheresDoulas Este vídeo, produzido pelo Centro Nordestino de Medicina Popular (CNMP) com o apoio da União Europeia, apresenta o projeto ‘Mulheres Doulas Articulando Vidas para Redução da Morbidade e Mortalidade Materna’, realizado entre 2015 e 2018 em cidades do Sertão de Pernambuco e da Região Metropolitana de Natal. A ação também incluiu o ‘Curso de Formação em Direitos Sexuais e Reprodutivos’ para mulheres das comunidades. Com a palavra, as/os protagonistas dessa história.

#MulheresDoulas #Doulas #DireitosSexuais #DireitosReprodutivos#HumanizaçãodoParto #MortalidadeMaterna #Pernambuco#RioGrandedoNorte #CNMP #UniãoEuropeia

 

Reforma da previdência: como ficam mulheres e trabalhadores

A Reforma da Previdência foi aprovada em primeiro turno, esta semana, na Câmara dos Deputados. O que representa essa reforma do governo Bolsonaro para as mulheres e os trabalhadores brasileiros? Segundo especialistas, ela só prejudica os mais pobres. Venha saber mais sobre essa reforma neste sábado (13), no programa Mulheres do Sertão, às 11h, na #radiovoluntariosdapatria
#reformadaprevidencia #retrocesso #mulherestrabalhadoras#trabalhadoresbrasileiros
#programamulheresdosertão #cnmp

Audiência Pública pela redução dos agrotóxicos em Chã Grande

Com objetivo de reduzir o uso abusivo de agrotóxicos no município de Chã Grande e região, lideranças das comunidades rurais de Palmeiras e Frexeiras, assessoradas pelo Centro Nordestino de Medicina Popular (CNMP), realizaram Audiência Pública na Câmara de Vereadores, nesta segunda-feira (8). O evento contou com as presenças de parlamentares, autoridades locais, agricultores e agricultoras.

Segundo a coordenadora pedagógica do CNMP, Solô Paiva, a ação foi programada durante oficina de planejamento na qual os grupos assessorados pelo projeto Caminhos para Alimentação Saudável apresentaram as atividades de incidência política mais adequadas à realidade das suas comunidades. Ao todo, as duas comunidades rurais de Chã Grande reúnem mais de 170 famílias.

Segundo a agricultora Raminha, algumas famílias dessas comunidades já estão fazendo a transição da monocultura para a agroecologia. “É um processo que leva entre 12 e 15 anos, tempo necessário para limpar a contaminação do solo e das águas como o uso prolongado de veneno”, explica Raminha.

Um depoimento que chamou a atenção durante a Audiência foi do agricultor Edvar dos Santos, do Sítio Palmeiras. “Tem uma praga acabando com o nosso tesouro, que é nossa família. Essa praga é o agrotóxico”, afirma Edvar, que a esposa contraiu câncer mama devido ao uso de agrotóxicos.

Segundo o presidente da Câmara, vereador Jorge Luís, Chã Grande registra grande incidência de câncer. “É alarmante o número de pessoas que morrem pelo uso indiscriminado de agrotóxico”, salientou Jorge Luís. O secretário municipal de Agricultura, José Emerson, destacou os prejuízos para o desequilíbrio ambiental da região. “Em Frexeiras há nascentes que hoje se resumem a olhos d’água”.

Ao final do encontro, a educadora do CNMP, Edjane Araújo, apresentou um Termo de Compromisso para ser pactuado entre o município, o legislativo e a sociedade civil organizada, no sentido de promover ações que reduzam a utilização de agrotóxicos. O documento foi assinado pelo representante do prefeito, Sérgio Fernandes, o secretário de Agricultura, José Emerson, o presidente da Câmara, Jorge Luís, além das representantes do CNMP e das famílias agricultoras.

PROGRAMA MULHERES DO SERTÃO DISCUTE REFORMA DA PREVIDÊNCIA

O programa Mulheres do Sertão deste sábado (6) vai discutir o ato promovido pelo Tribunal de Mulheres, organizado por entidades feministas, que ‘condenou’ a proposta de Reforma da Previdência do governo Bolsonaro, assim como todos os parlamentares que nela votarem. O ato aconteceu na Esplanada dos Ministérios, dia 3, em Brasília.

Para saber mais sobre os prejuízos da Reforma da Previdência para as mulheres e conhecer o trabalho do Tribunal de Mulheres, sintonize no programa Mulheres do Sertão, realizado todos os sábados pelo Centro Nordestino de Medicina Popular, na Rádio Voluntários da Pátria, em Ouricuri. O programa conta com o apoio da organização alemã Pão para o Mundo.

#mulheresdosertão #radiovoluntariosdapatria #mulheressertanejas???? ????#ouricuripe #cnmp

O MAPA DO ENVENENAMENTO NO BRASIL

Quem estava presente no lançamento do atlas Geografia do uso de Agrotóxicos no Brasil e Conexões com a União Europeia ficou perplexo com a informação sobre o elevado índice de resíduos agrotóxicos permitidos em alimentos, na água potável, e que, potencialmente, contamina o solo, provoca doenças e mata pessoas. jornal.usp.br/?p=252478

MAIS VENENO NA MESA DO POVO BRASILEIRO

O governo Bolsonaro bota MAIS VENENO NA MESA DO POVO BRASILEIRO, com a liberação de mais 42 agrotóxicos, nesta segunda (24). Entre eles, substâncias como o glifosato, 2,4-D e a atrazina, que já deveriam ter sido proibidas no Brasil há tempos. O CNMP apóia a Campanha Permanente Contra os Agrotóxicos e Pela Vida, que sistematizou os dados para facilitar a análise: https://bit.ly/2XsTlnP

VETO DE BOLSONARO À RECRIAÇÃO DO CONSEA

VETO DE BOLSONARO À RECRIAÇÃO DO CONSEA REAFIRMA QUE UMA POLÍTICA DE ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL PARA OS BRASILEIROS NÃO É PRIORIDADE PARA SEU GOVERNO, QUE JÁ APROVOU A LIBERAÇÃO DE 169 TIPOS AGROTÓXICOS, LEVANDO VENENO DIRETAMENTE À SUA MESA.

Era cedo demais pra comemorar. Estamos vivendo numa ditadura.

CONSEA é o Conselho Nacional de Segurança Alimentar. Ele era um órgão composto por dois terços da população (conselheiros voluntários) e um terço de representantes do governo e tinha por objetivo ser um espaço de controle social democrático para garantir à população intervir em políticas públicas ligadas à alimentação e nutrição como a alimentação escolar, o programa de alimentação do trabalhador, os rótulos dos alimentos, incentivos à agricultura familiar, regulação da publicidade de alimentos direcionada às crianças e redução dos agrotóxicos na nossa comida.

No primeiro dia de mandato o atual governo através de uma medida provisória assinada pelo presidente Jair Bolsonaro extinguiu o CONSEA, o que foi considerado pelo Ministério Público Federal como inconstitucional, visto que o direito à alimentação adequada e saudável está previsto na constituição e garantido por uma Política Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional que é assegurada pelo controle social que não ocorre sem o CONSEA.

Foram organizados banquetes em todo o país em mais de 20 cidades no dia 27/02/2019 em protesto a essa situação. Conseguimos com essa pressão popular que o congresso recriasse o CONSEA.
Agora Bolsonaro vetou a decisão do povo brasileiro e de seus representantes eleitos democraticamente.

Via @danieladufloth #FicaCONSEA #CONSEAresiste#ContraAFome #ContraExtincaodoConsea
#Banquetaço
#VoltaCONSEA
#DireitoDeComerDireito
#FomeDeDireitos
#ParticipaçãoPopularJá
#ComidaParaTodos
#BrasilSemFome
#AgroecologiaAlimentaoMundo
#SegurançaAlimentar
#ComidaBoaLimpaJustaSempre
#comidadeverdade