CNMP discute agricultura urbana na etapa estadual do ENA

Representantes do Centro Nordestino de Medicina Popular (CNMP) participaram no início desta semana, em Serra Talhada (Sertão), da etapa estadual do IV Encontro Nacional de Agroecologia – ENA, que acontecerá de 31 de maio a três de junho, em Belo Horizonte (MG). O Encontro, cujo tema foi Agroecologia e Democracia, unindo Campo e Cidade, reuniu cerca de 200 pessoas entre agricultoras, agricultores, trabalhadoras, trabalhadores, jovens e representantes de comunidades tradicionais engajados com a agroecologia em Pernambuco.

O Centro Nordestino de Medicina Popular (CNMP) participou das discussões sobre o eixo temático da agricultura na perspectiva do campo e da cidade. Segundo Edjane Araújo, educadora do projeto Caminhos para Alimentação Saudável, desenvolvido pelo CNMP, a experiência do Centro com a agricultura urbana foi uma importante contribuição ao tema em questão. ‘Discutimos como aproveitar pequenos espaços, o telhado verde, manejo e manipulação de plantas medicinais. E ressaltamos a importância desse trabalho na formação e fortalecimento dos grupos urbanos e rurais’, ressaltou Edjane, que vai assessorar a delegação do Estado que participará do ENA.

De acordo com Edjane, durante a discussão do tema foram apontados alguns desafios que hoje travam a evolução da agricultura no espaço urbano, como, por exemplo, não existir referência nenhuma ao tema nas diretrizes do Plano Diretor de uma cidade como o Recife. Outros assuntos também foram abordados dentro da temática, como a mercantilização da água, o acesso à terra e à moradia e matrizes energéticas.

A última etapa do encontro foi a escolha das delegados/os que irão representar Pernambuco no ENA. A escolha se deu atendendo aos critérios da organização do encontro nacional, sendo 70% das vagas destinadas a agricultores e agricultoras e 30% às juventudes e populações tradicionais. Desse total, 50% são mulheres.

A delegação será responsável pela estruturação de três instalações artístico pedagógicas que irão retratar três regiões do Estado: os sertões do Araripe e do Pajeu e a Mata Sul.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *