Na quinta feira 18 de maio, no município de Santa Filomena, aconteceu a primeira roda de diálogo com as profissionais da rede de atendimento as mulheres. Esta atividade é umas das ações do projeto “Mulheres sertanejas na luta” desenvolvido pelo Centro Nordestino de Medicina Popular (CNMP), que atua em cuatro municípios do sertão do Araripe.

A roda de diálogo aconteceu no CRAS com a presença da assistente social Isabel Saraiva, a psicóloga Bruna Pereira e dona Maria, representante da associação de mulheres de Santa Filomena, além da educadora do CNMP, Vera Guedes. A temática abordada foi violência contra as mulheres e as dificuldades de enfrentamento.

O projeto “Mulheres sertanejas na luta” atua desde 2015 nos municípios de Ouricuri, Bodocó, Santa Filomena e Trindade, é financiado por Pão para o Mundo (PPM), e tem como objetivo que mulheres, poder público e sociedade civil do Sertão do Araripe reconheçam e atuem no enfrentamento à violência contra a mulher e a feminização do HIV/Aids.

Boletim De Volta às Raízes

20080110125352

Notícias

 

//
Google Analytics Alternative