“Estamos todas despertas! Contra o Capital e o Agronegócio. Nenhum Direito a Menos!”. O lema que levantou as manifestações do 08 de março de 2017 pelas mulheres camponesas revela a resistência contra os desmontes promovidos pelo governo ilegítimo de Michel Temer. As marchas e ocupações em frente às agências do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) em centenas de cidades brasileiras, no dia internacional de luta das mulheres, demonstra a unidade na denúncia contra a reforma previdenciária proposta pela Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 287/2016. Se a reforma já é prejudicial a todos os trabalhadores e trabalhadoras, são as camponesas as que sofrerão de forma ainda mais brutal com as mudanças.

Leia mais...

Por Jamil Chade - Jornal Estado de São Paulo

País tinha apenas uma representante no Poder Executivo em janeiro; em fevereiro, Temer empossou Luislinda Valois na recém-criada pasta dos Direitos Humanos.

Leia mais...

Durante os dias de hoje e amanhã acontecerá o primeiro módulo da formação em assistência humanizada ao parto para profissionais da atenção básica e gestores de saúde do município de Ouricuri. Ministrada pela enfermeira obstétra e educadora do Centro Nordestino de Medicina Popular (CNMP), Edilasy Barbosa Mariz, participam da atividade mais de vinte profissionais da saúde, que está sendo realizada no auditório do Centro de Referências em Saúde do Trabalhador (CEREST). A formação é uma das estrategias que o CNMP desenvolve através do projeto “Mulheres Doulas Articulando Vidas”, com apoio financeiro da União Europeia.

Leia mais...

Boletim De Volta às Raízes

20080110125352

Notícias

 

//
Google Analytics Alternative