A produção de alimentos foi a temática do segundo módulo de formação em Sistemas Alimentares Saudáveis. Mais de 30 pessoas participaram, na chácara Casa Grande, no município de Chã Grande. Estivemos reunidos durante os dias 30 e 31 de outubro para trocar experiências, informações e aprendizados sobre as diferentes formas de produzir alimentos. Por um lado, a agricultura familiar, que produz o 70% dos alimentos que chegam à nossas mesas. Pelo outro, o agronegócio que produz em grande escala, com utilização de venenos e agrotóxicos; assim, o Brasil se transformou no maior consumidor de agrotóxicos do mundo.

A formação é uma das ações desenvolvidas pelo projeto "Caminhos para uma alimentação saudável", executado pelo CNMP com apoio da Misereor. Contamos com a presença de pessoas de Jaboatão, Paulista, Gravatá, Chã Grande, Camocim de São Félix, da Ong Diaconia e do Movimento de Mulheres Trabalhadoras Rurais (MMTR) Nordeste.

Houve tempo, também, para pensarmos e discutirmos o lugar das mulheres na produção dos alimentos. O MMTR historizou rápidamente essa relação.

Durante esses dias, também aconteceu no município a apresentação do Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (COMSEA). Como espaço de controle social, o COMSEA é uma ferramenta muito importante para poder alcançar uma alimentação adequada e de qualidade.

Na quarta-feira 1 de novembro realizamos o intercâmbio de experiências. Visitamos a associação de produtores/as rurais Sítio das Palmeiras, também dentro do mesmo município. Foi uma forma de nos aproximar mais da realidade da produção dos alimentos, orgânicos e convencionais.

Outras matérias relacionadas:

Expo fotográfica na Semana Mundial da Alimentação em Jaboatão

Encontro de Sementes crioulas em PE

Começou a formação em Sistemas Alimentares Sustentáveis

Boletim De Volta às Raízes

20080110125352

Notícias

 

//
Google Analytics Alternative