O Ministério da Saúde anunciou nesta terça-feira (29) a incorporação da vacina contra a hepatite A no calendário infantil de imunização.

A partir deste mês até setembro, todos os estados brasileiros vão oferecer a vacina em dose única para crianças entre um e dois anos incompletos.

Segundo Jarbas Barbosa, secretário de Vigilância em Saúde do ministério, a maior incidência da doença se concentra em locais onde o saneamento básico é precário.

— Mais de 50% dos casos estão no Nordeste e 69% dos registros da doença atingem menores de 13 anos.

Uso excessivo de álcool, drogas e remédios pode causar hepatite

Barbosa explica que a hepatite é a inflamação do fígado, causada por cinco vírus diferentes e que nem sempre apresenta sintomas. Na maioria dos casos, a hepatite A é uma doença benigna e de contágio simples, ou seja, pela água mal tratada ou alimentos mal lavados.

— Desde 2006 há uma tendência de redução da doença devido as melhorias das condições sanitárias, mas ainda temos muitas mortes.

No Dia Mundial de Combate às Hepatites, especialistas alertam sobre a doença

Segundo o ministro da Saúde, Arthur Chioro, espera-se alcançar uma redução de 59% das mortes pela doença e de 74% dos casos sintomáticos.

— Esperamos uma cobertura vacinal alta para mudar o perfil da hepatite A no Páis. Nossa expectativa é vacinar 2,8 milhões de crianças.

A melhor forma de prevenção da hepatite A é melhorar as condições de higiene e de saneamento básico. Com a introdução dessa vacina, o calendário nacional fica completo, conforme recomendação da OMS (Organização Mundial de Saúde).

Fonte: R7 Notícias.

Boletim De Volta às Raízes

20080110125352

Notícias

 

//
Google Analytics Alternative