As plantas medicinais e a vida das mulheres

Uma live de descobertas, redescobertas, encontros e reencontros e muita poesia. Assim foi o desenrolar do Seminário A Importância das Plantas Medicinais na Vida das Mulheres em Tempos de Pandemia, realizado na tarde desta quinta (22) pelo Movimento de Mulheres Trabalhadoras Rurais de Pernambuco (MMTR). A palestrante foi Diana Mores, coordenadora do Centro Nordestino de Medicina Popular (CNMP), e o convidado especial Dr Celerino Carriconde.

As mais de 30 pessoas convidadas, inclusive do exterior, não arredaram o pé nas 2h30 de conversa virtual. Diana falou sobre a importância de a mulher conhecer o seu corpo, manter uma alimentação saudável, fazer exercícios, meditação e do uso das plantas medicinais mais apropriadas às mulheres, como vassourinha de botão, artemísia, maracujá e muitas outras.

Entre as muitas perguntas, as pessoas se dirigiram aos palestrantes para saber mais sobre alternativas saudáveis para tratar a ansiedade, depressão, pressão alta, menopausa, diabetes, entre outras coisas.

Dr Celerino Carriconde colocou a importância das pessoas estarem “harmonizadas e amortizadas”. E também de diminuir o consumo de medicamentos. “Hoje a maior causa de morte no Brasil é erro médico”, alertou Celerino, pedindo para que as pessoas que cuidem mais, da alimentação e da saúde integral para não precisar de ir ao médico.

Muitos presentes já conheciam o trabalho do Centro Nordestino de Medicina Popular há décadas e deram vários depoimentos sobre a importância dos ensinamentos recebidos para suas vidas, mudanças de hábitos.

#plantasmedicinais #mulheres #CNMP #mmtrpe

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *