CNMP debate SAN, fome e pandemia com grupos acompanhados

A equipe do projeto Direitos e Desafios para Alimentação Adequada Saudável, apoiado por Misereor, realizou reunião virtual com a participação de 22 pessoas, ligadas aos grupos acompanhados, para discutir os problemas relacionados à segurança alimentar e nutricional num cenário de fome e pandemia da Covid-19. A coordenadora pedagógica do Centro Nordestino de Medicina Popular (CNMP), Solô Paiva, fez uma explanação sobre os ataques do atual governo à segurança alimentar e nutricional, bem como destacou o fato do Brasil ter retornado ao mapa da fome e suas implicações para as populações mais vulneráveis.

Ela enfatizou com os participantes da reunião que o atual governo já liberou mais de 750 tipos de agrotóxicos e que não tem demonstrado nenhum compromisso com a agricultura familiar agroecológica. “Muito pelo contrário, tem atuado para o desmonte de políticas importantes para consolidação da segurança alimentar e nutricional, com a extinção do Consea Nacional, por exemplo”, afirmou.

Outro ponto apresentado pela coordenadora foi como está acontecendo o processo de organização interna do CNMP para se adaptar às limitações impostas pela pandemia. O desafio das equipes em adaptar seu planejamento das atividades para realizá-las de forma remota. “Muita coisa que planejamos ficou para o próximo ano”, informou. Ela também destacou que a equipe está passando por capacitação para trabalhar melhor com as plataformas digitais, que serão usadas nas atividades daqui para frente.

As lideranças tiveram momentos de fala e também colocaram suas inquietações relacionadas ao desmonte das políticas públicas para a segurança alimentar e nutricional, a redução do Auxílio Emergencial pago pelo governo federal, que foi rebaixado pela metade, correspondendo agora a R$ 300 e a percepção escancarada das desigualdades sociais com a pandemia.

Participaram do encontro virtual, além das educadores do CNMP, Solô Paiva e Edjane Araújo, as Assessorias Pedagógica, Administrativa, de Comunicação, os grupos Amigos da Sopa, Cefomp, Colônia de Pescadores Z-25, Gsampa, Fórum de Segurança Alimentar e Nutricional de Jaboatão dos Guararapes e lideranças do município de Camocim de São Félix.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *