Dom Pedro Casaldáliga, presente!

O CNMP lembra a caminhada de Dom Pedro Casaldáliga, sempre em favor dos oprimidos, aos quais dedicou sua vida, mesmo sofrendo ameaças de morte. Neste momento difícil, vamos lembrar de Casaldáliga com esse belo texto de Dom Tomás Balduíno.

“Pedro, Pedra, Padre…
Padre dos pobres,
Padre do Reino,
Pedro do Araguaia…
Presente em nossa CAMINHADA!!!”

“O profeta da Esperança”

A poesia emergiu nele e naturalmente, ainda bem jovem e foi amadurecendo em radicalidade, em beleza, em ternura e de rosto latino-americano.
A profecia irrompeu nele pela unção martirial, “in sanguine”, sobretudo no sangue de João Bosco Burnier e também na proximidade das mortes matadas de índios, quilombolas e camponeses.

Em Pedro a poesia e a profecia são como a taça de cristal que não se mostra a si mesma, mas revela o vinho velho, o melhor, que foi guardado para a Hora da Esperança de Ressurreição, a Hora de Deus.”

09/08/2020

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *