Fortalecer instituições para combater a violência

Fortalecer instituições para combater a violência

O Projeto Caminhando Contra a Violência as Mulheres no Sertão do Araripe pernambucano realizou a 2ª Oficina de Fortalecimento Institucional com as direções da Associação da Serra da Estância, em Exu, e Associação das Mulheres de Serra Branca, de Ipubi. Nessa fase, o projeto faz uma ampla reflexão sobre a atual conjuntura, os desafios dentro desse contexto e o planejamento das ações de fortalecimento institucional.

De acordo com o Relatório de Dados Estatísticos de Violência Doméstica e Familiar Contra Mulheres na Região do Araripe, realizado pela Secretaria de Defesa Social – SDS, por meio da Gerência de Análise Criminal e Estatística – GACE, com a finalidade de informar os dados de violência doméstica na Região, no período de 1 de janeiro a 30 de abril de 2022, o número de ocorrências chegou a 441.

Portanto, as ações de curto, médio e longo prazos são urgentes. Precisamos de um grande esforço conjunto, das organizações da sociedade civil, do Governo (em todas as esferas) e da sociedade. Basta de tanta violência contra a mulher. Chega de tentar invisibilizar um problema tão sério, que afeta toda sociedade.

  • O projeto Caminhando Contra a Violência as Mulheres do Sertão do Araripe é realizado em quatro municípios da região pelo Centro Nordestino de Medicina Popular (CNMP) e tem o apoio da organização alemã Brother.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Tradução

DOAÇÃO

Doar é construir, entregar-se, lutar de mãos dadas por um mundo melhor,
mais humano e mais saudável, onde todas e todos possamos ser.

Banco Bradesco

AG. 1599-7

CC. 18907-3

CNPJ 24.060.964/0001-93