Mulheres discutem segurança alimentar e nutricional e covid-19

Cuidar da segurança alimentar e nutricional da população sempre foi uma das principais diretrizes do Centro Nordestino de Medicina Popular – CNMP. Ainda mais quando essa questão tem um recorte de gênero, envolvendo as mulheres trabalhadoras rurais.

Nesta terça-feira (20), a coordenadora do CNMP, Diana Mores, participou de uma conversa virtual com quase 30 mulheres sobre segurança alimentar e nutricional no contexto da covid-19. O convite para a live partiu do Centro de Mulheres de Pombos e Movimento de Mulheres Trabalhadoras Rurais de Pernambuco, com o apoio da ONU Mulheres.

Durante quase duas horas de conversa, Diana expôs como a falta de dinheiro e de educação alimentar estão levando as pessoas à doenças graves nesta pandemia, como é o caso da obesidade, diabetes e hipertensão.

Ela elencou vários pontos para uma alimentação saudável, como o menor consumo de carne vermelha, de óleo, gorduras, sal, salgadinhos, produtos congelados e prontos para o consumo, como as massas, pizzas, hambúrgueres, nuggets, salsichas, refrescos e refrigerantes. Para cada tipo de abordagem, Diana sempre apresenta alternativas para substituição por outro tipo alimento saudável.

Também falou da importância de exercícios físicos para saúde em geral. Na live, as mulheres também puderam tirar suas dúvidas sobre como manter uma vida mais saudável, o que comer em cada refeição, a importância do consumo de alimentos de grande valor nutricional, entre outras coisas.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *