Dia da Mata Atlântica: nada a comemorar

Dia da Mata Atlântica: nada a comemorar

O bioma mais ameaçado do Brasil precisa da ação de todos nós. Com apenas 12,4% da vegetação original remanescente, a recomposição e preservação da Mata Atlântica deveria ser prioridade na política ambiental do país. Mas não é isso que estamos vendo.

A Mata Atlântica é abrigo para várias populações tradicionais e garantia de abastecimento de água para mais de 100 milhões de pessoas. A recuperação da Mata Atlântica é também uma oportunidade de enfrentar as mudanças climáticas.

Por tudo isso, o Centro Nordestino de Medicina Popular (CNMP) vem realizando ações de reflorestamento em área de Mata Atlântica. Nesta segunda (24), o CNMP entregou mais de 3 mil mudas de espécies nativas da Mata Atlântica para recuperação de nascentes na área rural de Chã Grande.

“Acreditamos na força e ação das organizações e famílias agricultoras comprometidas com uma vida mais saudável com equilíbrio ambiental”, afirma Solô Paiva, da equipe do CNMP.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Tradução

DOAÇÃO

Doar é construir, entregar-se, lutar de mãos dadas por um mundo melhor,
mais humano e mais saudável, onde todas e todos possamos ser.

Banco Bradesco

AG. 1599-7

CC. 18907-3

CNPJ 24.060.964/0001-93