MULHERES UNIDAS CONTRA A REFORMA DA PREVIDÊNCIA

A educadora do Centro Nordestino de Medicina Popular (CNMP), Vera Guedes, participa, em Brasília, de articulação com vários movimentos para construir estratégias de visitas aos parlamentares para o enfrentamento da Reforma da Previdência. No CNMP, Vera coordena o Projeto Mulheres e Jovens Tecendo Caminhos Contra a Violência, que atua no Sertão de Pernambuco.
A Reforma defendida pelo governo Bolsonaro prejudica em especial as mulheres. A proposta aumenta e estabelece uma idade mínima de 62 anos no regime geral associada à ampliação no tempo necessário de contribuição, de 15 para 20 anos.
Além do CNMP, participam da articulação organizações como: Articulação de Mulheres Brasileiras, Articulação de Mulheres Negras do Brasil, Movimento de Mulheres Camponesas, Fenatrad, Federação Nacional das Trabalhadoras Domésticas e Marcha Mundial das Mulheres.
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *