Três mil mudas do bioma da Mata Atlântica vão reflorestar nascentes em comunidades rurais de Chã Grande 🌱🌿

Três mil mudas de árvores nativas do bioma da mata atlântica foram entregues às famílias agricultoras das comunidades de Frexeiras e Palmeiras, na manhã da última segunda-feira (24), para recuperação de áreas de nascentes devastadas. A iniciativa foi do Centro Nordestino de Medicina Popular (CNMP), por meio do projeto Direitos e Desafios para Alimentação Saudável, e contemplou 16 famílias. 

Foram entregues mudas de 25 espécies, adquiridas do sítio do agricultor Paulo Paciência, em Ribeirão. Há 21 anos, Paciência, como é conhecido, fez a transição da agricultura tradicional para a agroecologia. As mudas plantadas nas nascentes são de camaçari, pitanga, cupiúba, ipês, embira vermelha, ingá do brejo, entre outras. Segundo a coordenadora do projeto Solô Paiva, a zona rural de Chã Grande foi escolhida pelo projeto por ser uma área afeta pela devastação e o uso de agrotóxicos. 

De acordo com o técnico em agropecuária que presta assistência às famílias pelo projeto, Jackson Reis, após a entrega das mudas, as famílias participaram de oficinas sobre como plantar mudas em nascentes, que abordou desde o planejamento da área a ser trabalhada até a escolha das espécies mais apropriadas para o local, como fazer o consórcio de plantas nativas, entre outras coisas. 

Além das nascentes, o CNMP vai trabalhar com a produção de cortinas verdes nas duas comunidades para combater os agrotóxicos. Para isso, já começaram a ser distribuídas estacas para reprodução das mudas de gliricídias, uma espécie forrageira de fácil propagação. Ao todo, serão construídas 20 barreiras em torno das propriedades das famílias. 

Campanha – Outra iniciativa do projeto na área rural de Chá Grande é a realização de uma campanha contra os agrotóxicos intitulada “Bora Viver Sem Veneno?”, que está vinculada à Campanha Nacional Permanente Contra os Agrotóxicos e pela Vida. O pré-lançamento da Campanha Bora Viver Sem Veneno? foi com a entrega das mudas. Outras ações estão programadas como o objetivo de conscientizar o público direto e indireto do projeto sobre os dados pelo uso dos agrotóxicos.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *